Tô nem aí! – Como o pitoco está aprendendo a lidar com críticas

Esses dias o pitoco chegou em casa dizendo que a professora da escola deu uma “orientação” um tanto quanto peculiar pra ele. Segundo ela, ele deve dizer “Tô nem aí”, quando receber um certo tipo de crítica. O que eu achei dessa abordagem? GENIAL!? Isso porque nós devemos sim, aprender… Continue reading

Opinião – Qual melhor maternidade! O que levar em consideração?

Falemos um pouco a respeito da escolha da maternidade em que o pitoco nasceu. Depois de algumas pesquisas e filtros, chegamos à conclusão de que seria o Santa Joana ou o Pró-Matre aqui em São Paulo. O que causou o desempate e qual escolhemos você vê no vídeo de hoje… Continue reading

Porque Dizemos Não? Minha casa, minhas regras e a influência das avós

O pitoco passou uns dias na casa das avós… Na volta, o “estrago” era evidente. Afinal, pai e mãe criam. Avós estragam… É assim a ordem natural das coisas e já me convenci de que não tem como mudar isso. Lá na casa das avós, parece que tudo é permitido…. Continue reading

Tática de alérgico – Tapete de EVA

Aqui em casa todo mundo é alérgico em algum nível. Sendo assim, tapetes são praticamente proibidos e cortinas devem ser leves e lavadas com frequência. O problema é que o quarto do pitoco tem um grande espaço bem no meio, o que faz o quarto ficar meio frio e uma… Continue reading

Reforço positivo e planejamento

Sempre falo que as crianças não são tontas. Elas entendem muito bem o que falamos e sabem se aproveitar de situação também. A um pouco mais de um mês, minha esposa começou em um trabalho novo e eu comecei a buscar o pitoco na escola todos os dias. Antes dessa… Continue reading

A mudança da cadeirinha para o assento de elevação

Segurança no trânsito! Hoje testamos pra ver se o pitoco já podia passar da cadeirinha para o assento de elevação. Decidimos esperar mais um pouco. Duas coisas que você deve levar em consideração antes de fazer essa mudança (além do peso e altura indicados) 1- Dormir no carro. No assento… Continue reading