Pokémon e uma história de 17 anos!

A alguns meses, apresentei pro meu pitoco, a temporada clássica inicial de Pokemon, disponível na Netflix. De forma despretensiosa e com o único objetivo de tentar faze-lo se interessar por outro desenho e abandonar Peppa Pig, a porca mal educada eque eu não gosto nem um pouco.
 
Enfim… ele terminou de ver todos os episódios disponíveis da série clássica (Indigo League), o que me deixou frustrado, pois o Ash não chegou nem na liga Pokémon e já não tinham mais episódios disponíveis (Mancada hein, Netflix!), e começamos a assistir o que pra mim é a “nova fase” do desenho, com o Ash na região Kalos. Uma tal de “Pokémon XY”.
 
Pesquisando um pouco mais descobri que essa série, que na verdade é a 17ª temporada do Anime Pokémon (E o Ash continua com 10 anos, minha gente!), foi lançada no Japão em 2013 e no Brasil no início do ano passado. Os velhos Brock e Mistie são substituídos por Bonie, Serena e Clemont, mas os Pokémon (Achei estranho, mas pela dublagem, agora parece que é errado colocar “s” no final de Pokémon para demonstrar o plural), continuam tendo suas batalhas sendo travadas, com as mesmas regras básicas (Fogo ganha de planta, que ganha de elétrico, que ganha de água, que ganha de fogo), mas com muito mais Pokémons (ops…) do que os 151 que eu inclusive havia decorado.
Quem assistiu a primeira temporada como eu, também deve achar impossível não responder à pergunta “Quem é esse pokémon?!” presente no final de cada bloco dos episódios. Assistir com meu pitoco era realmente algo que despertava muita nostalgia. Na série XY, todos os monstrinhos parecem ser novos. Raramente aparece algum que eu já conheça, e até os Pokémon (agora acertei) iniciais são outros, diferentes dos bons e velhos Squirtle, Bulbasauro e Charmander.
 
E agora essa nova onda de Pokémon Go está chegando, meu pitoco está super inteirado no assunto e eu estou muito ansioso pra poder instalar aqui e começar a usar.
 
Pra minha alegria, hoje descobri que os Pokémon disponíveis nesse jogo, são os 151 da temporada inicial, o que causou em mim o despertar da nostalgia de 17 anos atrás, quando todo mundo queria ter um dos três Pokémon iniciais, ver um Mewtwo, ou atirar pokébolas por aí. Obviamente esse foi exatamente o objetivo da empresa ao lançar o aplicativo/jogo com esses Pokémon.
 
O próximo vídeo vai falar um pouco disso, principalmente pois se você não era criança entre os anos de 1999 e 2001, provavelmente não pegou a época da febre do Pokémon e não está entendendo nada do que está acontecendo agora. Uma coisa eu digo… meninos de 3 anos podem sim, gostar do desenho dos monstrinhos! 😀
 
Um jogo com realidade aumentada realmente útil e com jogabilidade é um desafio que parece ter sido superado e alinhar isso a uma marca extremamente forte e carregada de sentimentos e nostalgia foi uma jogada de mestre.
“Continua no próximo episódio”
[]s
@PaiMesmo
Comente com sua conta do Facebook